AUTISMO, JUNTOS NESSA CAUSA

Autismo: O Brasil tem aproximadamente dois  milhões de pessoas com o transtorno do espectro autista, com algum tipo de alteração no desenvolvimento neurológico, além de outros transtornos

No desenvolvimento infantil, o desenho é considerado forma de linguagem e precursor da escrita, embora poderia também ser antecessor, sendo, portanto, fundamental para o processo de constituição humana e escolarização. Assim como as demais funções do desenvolvimento, o desenho constitui-se a partir das relações sociais.

Os sujeitos autistas, por apresentarem peculiaridades em seu desenvolvimento e nas relações sociais, podem engajar-se no processo de desenvolvimento do desenho de maneira distinta, porque se identificam muito com o desenho.

O projeto A Grande Ferramenta da Arte Frente ao Autismo é realizado em parceria com a SEAP (Stúdio Escola de Arte Paulista) e  tem tido excelentes resultados, além do trabalho no apoio da criança, adolescente, jovens na causa do transtorno do espectro autista,

O trabalho é realizado com apoio da “Arte “pode ser compreendida como forma de comunicação, ou seja, que interpreta, que questiona e que desafia a realidade. O desenho trabalha também o desenvolvimento cognitivo, espacial e de expansão da criatividade de todos os grupos independente se apresenta quadros de TEA ou de outros transtornos como Discalculia, TDHA entre outros.

Apresentamos aqui o desenvolvimento de um adolescente aluno em que a arte mostrou sua eficácia no seu desenvolvimento no aspecto motor, e até comunicativo.

No início apresentava bastantes dificuldades em seu desenvolvimento tanto no aspecto da coordenação motora fina, e sobre a grafia dos desenhos

Com o apoio dos professores conseguiu avanços significativos tanto em seu aspecto cognitivo, como na comunicação verbal, como no aspecto motor.

Apresentamos aqui o desenvolvimento de um aluno adolescente que possui o espectro do autismo em que a arte mostrou sua eficácia no seu desenvolvimento no aspecto cognitivo, motor, e até comunicativo.

No início apresentava bastantes dificuldades em seu desenvolvimento tanto no aspecto da coordenação motora fina, e sobre a grafia dos desenhos

Com o apoio dos professores conseguiu avanços significativos tanto em seu aspecto cognitivo, como na comunicação verbal, como no aspecto motor.

C:\Users\user\Desktop\WhatsApp Image 2021-10-19 at 17.53.45.jpeg
Desenhos feitos no início do curso. 

Percebe-se que a coordenação motora tem traços fortes, ao manusear o lápis coloca força ao pintar, demonstrando não ter traços finos ao contornar o desenho.

A Arte propõe que a abordagem das linguagens articulem seis dimensões, uma delas é o processo de criação.   

Apresentamos abaixo o conjunto de desenhos que mostra esse processo criativo.

C:\Users\user\Desktop\WhatsApp Image 2021-10-19 at 18.15.44.jpeg

Observamos os avanços nesse desenho já com a coordenação motora fina e traços definidos, além de uma colorização mais leve, onde o aluno observou as nuances de cores onde havia sombras, definindo desta forma os volumes, o que nos dá a ideia de que ele já percebe o movimento e volume do personagem.


C:\Users\user\Desktop\WhatsApp Image 2021-10-19 at 18.00.58.jpeg

Neste trabalho feito a carvão, que é um material difícil de se manusear, pela pouca retenção ao papel.

 Vale dizer que o aprendizado de perspectiva foi passado anteriormente, então percebe-se que o aluno absorveu o aprendizado.Nesta proposta, o aluno percebe e conduz todas as etapas, apenas se certificando se está desenvolvendo “ a técnica” de forma correta, não demonstrando mais dúvidas em relação ao que ser feito.Já consegue estabelecer uma linha conceitual sobre seus objetivos em relação à proposta.

Também em relação a técnica, que é giz pastel seco, e  traz  algumas dificuldades de aplicação, percebe-se que os acabamentos foram bem percebidos e feitos de forma correta

Neste trabalho observamos um grande salto, pois a aplicação de cores e nuances  mais sutis foi claramente observadas pelo aluno, bem como as questões de “planos”.

A menina está em primeiro plano, juntamente com  a bexiga que ela segura, ao passo que as cores de fundo são aplicadas de forma a se manter em segundo plano, ou plano de fundo.É importante dizer que este conceito de percepção é difícil de ser estabelecido,  até mesmo para pessoas que não apresentam transtornos cognitivos,   logo, o salto que o aluno apresenta em pouco mais de seis meses, é algo a ser considerado como um grande avanço, e que o aluno levará para  toda a vida, pois quando se expande este tipo de percepção, ela jamais voltará ao estado inicial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.